Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Notícia

Nosso serviço é o de melhor qualidade no país

​A Energisa Minas Gerais é a número 1 do país na categoria das empresas com mais de 400 mil clientes, subindo oito posições em relação ao ano passado. Dentre as distribuidoras de pequeno porte, com menos de 400 mil clientes, o primeiro lugar também é de uma empresa do Grupo: a Energisa Borborema.

O Grupo teve ainda mais três empresas entre as dez melhores posicionadas: na categoria mais de 400 mil clientes, a Energisa Paraíba ficou em 3º lugar e a Energisa Mato Grosso do Sul, em 9º. Já na categoria de distribuidoras de pequeno porte, o destaque foi para a Energisa Nova Friburgo, que ficou em 5º lugar. 

A Energisa Tocantins avançou oito posições em comparação ao ano de 2016, ficando entre as distribuidoras que mais evoluíram.

"Parabéns Energisa Minas Gerais e Energisa Borborema pelo lugar de destaque no ranking de Desempenho Global de Continuidade (DGC) da ANEEL. E às demais empresas do grupo, que evoluíram muito este ano no ranking", disse Ricardo Botelho, presidente do Grupo Energisa.

Nessa mesma linha, Gioreli de Sousa Filho, vice-presidente de Distribuição do Grupo Energisa, parabenizou as empresas. "Este é mais um motivo justo para comemoração e motivação. Grande resultado, que coroa um grande trabalho, e estipula a busca de novos progressos em direção a nosso objetivo de ser Grupo Líder.  Parabéns, Energisa Minas Gerais e Energisa Borborema, pelo excelente resultado. Também parabenizo as demais empresas pela evolução. Precisamos ser sempre esse motor contínuo de progresso e nada melhor que ter belos exemplos dentro de casa". ​

O ranking da Continuidade do Serviço 2017, divulgado na última quinta-feira, 14 de março, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é um instrumento que incentiva as concessionárias a buscarem a melhoria contínua da qualidade dos serviços prestados.

Para o ranking, a ANEEL avaliou todas as concessionárias do país no período de janeiro a dezembro de 2017, divididas em dois grupos: 33 concessionárias de grande porte, com número de unidades consumidoras maior que 400 mil; e 25 concessionárias de menor porte, com o número de unidades consumidoras menor ou igual a 400 mil. ​

A classificação é elaborada com base no indicador de desempenho global de continuidade (DGC), que mede a qualidade do fornecimento das empresas por meio da comparação entre os valores apurados e limites anuais dos indicadores de qualidade DEC (duração da interrupção) e FEC (frequência da interrupção).

Compartilhe nas redes sociais