Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Arte e Energia na Subestação

​​​​​​O QUE É O PROJETO

O grafite, expressão artística urbana, tem sido mecanismo de transformação social através de sua linguagem singular. As técnicas de sombras e cores trazem consigo um contexto de inclusão que vem acompanhado da conduta política do movimento Hip Hop, segmento do qual o grafite faz parte. Essa arte tem sido porta voz de jovens e adultos em todo o planeta, além de democratizar o acesso à arte através de painéis produzidos a céu aberto.

O projeto Arte & Energia na Subestação, implantado pela Energisa no estado da Paraíba, utilizou a expressão do grafite como mecanismo desencadeador de reflexão e transformação comportamental acerca da responsabilidade socioambiental.

Realizado em parceria com a Associação Cultural e Esportiva da Paraíba (ACEPA), personalidade jurídica da Central Única das Favelas (CUFA-PB), o Arte & Energia na Subestação foi o primeiro e maior concurso de grafite do gênero promovido no estado. Artistas visuais de diversas regiões do país cobriram, com painéis de grafite, os muros de subestações e também da Usina Cultural, somando aproximadamente 600 metros de área nas cidades de João Pessoa, Cabedelo, Campina Grande e Guarabira. Uma manutenção constante preserva as artes e suas mensagens.

Os temas versam sobre questões relacionadas ao consumo consciente de energia, reciclagem, sustentabilidade e tecnologias sociais que ajudam a preservar o planeta. Os artistas envolvidos neste concurso empregaram sua criatividade na produção de desenhos que representassem essas ideias, gerando impacto positivo tanto para os artistas, que ganharam visibilidade, quanto para as comunidades das áreas contempladas e para a população que por lá transita.

QUEM PODE PARTICIPAR

Qualquer artista do grafite morador de qualquer parte do mundo pode participar do concurso. As inscrições são feitas pelo site arteenergia.com.br e a convocação dos interessados acontece via edital em nível nacional.

Em 2012 foram inscritos 250 trabalhos, sendo 200 aprovados e 186 executados. Os artistas vieram de Minas Gerais, Acre, São Paulo, Paraná, Sergipe, Bahia, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Rio Grande do Norte e do próprio estado da Paraíba, que teve representantes das cidades de Campina Grande, Cabedelo, Bayeux, Lucena e João Pessoa.

COMO O CLIENTE É BENEFICIADO

As comunidades do entorno das subestações e os transeuntes trocam muros brancos e poluídos com pichações por cenários bem cuidados, recheados de mensagens educativas e de conscientização ambiental.​

​​